Escrever X Filmar

Docuvitae

Em 1985 existiam duas tvs na minha casa.

Em 1985 foi o ano em que eu nasci, nesse momento, ao chegar em casa, já existiam duas tvs. Meu pai, quando moleque, nunca teve tv em casa. Passara a infância toda desejando ter uma tv em casa, como consequência disso, eu tive acesso a ela de forma exagerada. Óbvio.

Aos 31 anos eu posso dizer bem as claras que não sei escrever corretamente. Você já deve ter percebido. Um dos motivos de escrever diariamente é mostrar e me desafiar a ser avaliado todos os dias. Não que eu ligue, mas escrever sempre foi um desafio pra mim. Acredito que isso seja fruto de varias coisas, o exemplo mais claro, foi a falta de incentivo a leitura e a disponibilidade de aprender sobre um mundo que eu podia VER.

Eu poderia estar filmando tudo que estou escrevendo, de modo, exteriorizar de forma mais tangível o que quero dizer. Desculpe, isso não vai acontecer. Escrever é charmoso. Depois de ver um vídeo de Paulo Coelho tentando fazer o que ele faz nos livros, percebi o quanto palavrear de forma escrita é especial.

Sem dúvida, filmar tem seus benefícios diante ao que faço. São métodos destinto de elegantizar uma das coisas mais incríveis que a raça humana desenvolveu. Comunicar-se é sem duvida a invenção mais incrível da raça humana.

Escolhi escrever simplesmente por ver o quão complicado é afunilar milhões de pensamentos confusos e certezas abstratas em palavras ordenadas e compreensíveis. É lindo, admita. Não tenho paciência para fazer um vídeo mostrando certas coisas que escrever aguçaria muito mais a sua criatividade. Criatividade, está ai uma coisa que graças a esse monte de palavras, eu posso ser o que quiser e você pode imaginar o que der na telha.

Escrever é um charme. Admita.

 

Comente

Leia mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *