A internet ganhou dentes mas não sabe morder

56201c53a625ac30c6c36b8ea72e105a

 

Você não pode mais postar qualquer coisa, achar sem provas ou duvidar sem uma boa argumentação.

O “escreva com caneta” exite para ir depois de mim e você, existe para ficar ou deixar o leitor com uma pulga atrás da orelha, eu sou a vítima do meu achismo, o relator mais fantástico das coisas fantásticas para mim.

Em uma época em que você não sabe falar sobre você, eu falo demais. Falo com base no que me incomoda que te acomoda, falo dos motivos engraçados e desvinculados da sua vasta coerência na aparência linda de se expor. Falo com medo? Não, depois de tudo que passamos meu medo dos insanos não me segura mais.

Eu vou falar aqui, ali ou para você de você, uns vão gostar outros não. Precisamos dos críticos, dos admiradores, dos leitores, dos curtidores ou dos observadores. Meu legado esta ligado a muita mais que o opinado dente esmaltado da internet. Meus sentimentos escritos vão além de mim e você, sentir é o legado mais bonito que um homem pode ter, pode crer.

 

Comente

Leia mais