Um blogueiro hétero

Juro, eu dispenso as piadas!

Antes de tudo um medo imenso de ser julgado errado. Sobre ficar exposto e a gosto, escrever me deixa ilhado. Num universo sentimentalmente feminino, perguntado se transexualizando eu estava, respondia que escrevia o que acho e mais nada.

Sempre fui bom em não me importar com o gênero, sem confusão eu sou um simples blogueiro hétero. Não por falar de sentimentos ou ser incomum ao machismo cotidiano, nos dias de hoje não existe espaço para um homem que goste de coisas alem de dinheiro, futebol e cachaça.

Confesso que fiquei surpreso em descobrir que não existem tantos homens explorando algo alem da criptografia lucida das piadas de mau gosto ou pornografias agrupadas do whatsapp. Geniais, colossais e embalados no vácuo da necessidade de serem apenas comuns, homens de hoje.

Um blogueiro hétero, um ilhado exposto a parecer um transexualizado que escreve o que acha e mais nada. Dispenso as piadas.

Comente

Leia mais