O que eu gosto nas pessoas

Eu quero que você leia sem a mascara. Sou eu e você, tire a coroa e dissolve essa dureza.

Nos últimos dias andei presenciando um apaixonado. Lembro-me do sentimento e do poder do mesmo. Esquece-rá outrora como é impressionante o ser humano, esqueci o lado bom das pessoas.

O lado bom de ser babaca, inocente e displicente. Rir do nada e com nada. Eu gosto de coisas tão estranhas, tenho um amor tão profundo sobre o que o nada compra.

De tanto conviver, ver e sofrer. De tanto brigar, sonhar e revidar. Eu afastei a razão desmotivadas das minhas mais intimas belezas. Precisei de coisas que não preciso e julguei alheia a razão arteira de ser comum. Incomum eu era o que sou amanhã. Somos apenas um.

No fundo de tudo, o preciosismo de cada um gera tudo de bom que temos. O bom das pessoas esta em sermos únicos.

Comente

Leia mais