Marqueteiros

Eu sei, vou sofrer com esse texto. Agora, tempos de “nesse momento”, dias de “tudo montado”, noites de “sonhos digitais”. A cultura do tudo filtrado e mostrado do melhor angulo de nós! Toda a verdade?![…]

Meros mortais

É! Você também vai morrer! Agora, depois, a qualquer momento. Vamos amolecer e adoecer, perder a visão ou os cabelos. Ficaremos fracos e desajeitados, não seremos assim tão desejados, apalpados ou convocados,  seremos o que?[…]

Musica e as mulheres

Ao “cult” que espera um declamador texto filosofal, espere mais, mas leia esse também. Talvez ouçamos, nós homens, a música de forma diferente delas. Talvez elas transformem a música em algo diferente em nós. Não[…]

Ignorante

Por não aceitar ou respeitar, por esbravejar ou amedrontar. Ignorante. Uma reação, nunca antes uma opção controlada. Uma reação muitas vezes desmiolada do instinto viril do despreparado. O abraço mais apertado do violado perdedor. A[…]

O melhor que podemos ser

  E você ai se achando a melhor pessoa do planeta. Eu acordo todo dia prometendo ser e fazer o melhor que puder. Sempre percebo em algum momento do mesmo dia, que não posso cumprir[…]

Minha biografia da escrita

Um desajeito de primeiras palavras chanfradas e uma ma colocação sentimental. Uma revolta envolta de toda minha pouca indagação. Explicações de ações “miraboladas” nas emboladas baladas da vida. Como um manual, eu ainda me emociono[…]