Vítimas

Hoje assim, alvos sempre salvos por bem pouco! Dias de pessoas gigantescamente pequenas, pouco amadas por si mesmo e muito pouco toleradas em qualquer momento só como elas mesmas. Pessoas passando pelos problemas mais incríveis[…]

Continue a ler …

Por um triz

Em pequenas partes de instantes que mudam tudo. Em pequenas frases montadas em motivos ácidos de uma discussão. No domínio minoritário da razão. Nos resultados inesperados de maldades ou bondades repletas de interesse próprio. Por[…]

Continue a ler …

Dica de um homem sem coração

É proibido gostar! Não goste de ninguém, principalmente se esse alguém não souber o que é gostar. Pode parecer um aviso recalcado, mas não é isso. Vivemos tempo de pessoas destruídas, pessoas embaladas em camadas[…]

Continue a ler …

Cacofônicos

Unidos por barulhos bem afinados, pessoas e seus acasos, a vida e seus atrasos. Ouvidos em seus assombros, chorosos em muitos ombros, cobertos por escombros. Nós! Parafraseados em musicas escritas em fracassos alheios, perguntados em[…]

Continue a ler …

Bens de um conflito

Tão dramáticos com a ideia de afrontar. Tão medrosos com os conflitos. Tão errôneos ao julgar os diálogos contraditórios. Brigar te aborrece, afasta, irrita e te apaixona. Mau do humano que contrariado se entrega. Contrários[…]

Continue a ler …

Querer estar com alguém

Só estar ali olhando ou fazendo cocegas. Só perto o suficiente para ser suficiente quando necessário. Quando foi a ultima vez que você só quis estar com alguém? Aquele alguém! Estar com ela em qualquer[…]

Continue a ler …

Eu dependo de idiotas

De todas as maneiras possíveis! E quando choro de raiva, quando sou grosseiro e egocêntrico. Em momentos de medo e de total insegurança. Sobre as lutas e os desesperos que monto. Nos lugares bonitos e[…]

Continue a ler …

O que ouvimos em silêncio?

Desertos, mares, florestas e vastos campos de culpa. Que sons ouvimos quando a ostentação e a auto promoção se cala? Que cacofonia ritmamos nas obrigações que não cumprimos? Quais medos guardamos e quais medos sentimos?[…]

Continue a ler …

Descaso

O que está acontecendo? Quando foi que começamos a ter o direito de tratar pessoas como lixo? Quem foi que nos ensinou que belos, ricos, intelectuais tem direito a ser humanos melhores? Ignorando limites, fingindo[…]

Continue a ler …

Evolua

Tristes dias os que nos diminuem a tentativa chula do entendimento. Tristes tempos em que consumimos a necessidade de sermos acessíveis limitados pelos limitados procrastinantes. Tediante, irritante senso comum que me vence. Talvez deprimente, evidente[…]

Continue a ler …

Universais

Tão separados pelos dialetos e desafetos da vida. Tão coesos em juntar métodos comuns separatistas e pessimistas. Tão bons em coisas imprestáveis. Tão eficientes em ilustrar as diferenças. Em dias de preconceito, seleções de cupas[…]

Continue a ler …

Motivos

Tão destemidos achamos que somos descansados em razões. Tão protegidos estamos conjurando as vocações dos acontecidos esquecidos em nós. Tão concentrados em sermos ilhados nos caminhos que traçamos para o sucesso, tão sós, tão finitos.[…]

Continue a ler …

Um eterno soldado

Es que no campo apenas sobra ainda o único que sobre o manto da sorte ou do acaso esteve. Ainda sobra o único que busca ou buscou um ângulo diferente para apontar o fim. Um[…]

Continue a ler …

Sensuais

Eu sei, é subjetivo e controverso, mas nos redemos, eu sei! Necessários obscuros do desejo animal, esse do selvagem que habita o inigual senso comum. Moralistas defensores de aprendedores que sentirão o mesmo desejo que[…]

Continue a ler …

Novos velhos

Identificados em meio a multidão de normais espectadores dos ardores de sempre. Serenos revoltos adornados de uma sabedoria dolorosamente desenvolvida pelas camadas densas do tempo cotidiano. Os “novos velhos que não sabem a idade” e[…]

Continue a ler …

O que é um relacionamento?

Tão simples. Escolhe-se o brinquedo e embarca-se. Saudoso e corajoso, senta-se. Sufocados pelo medo, permitimos e partimos. Inicia-se o que achamos que sabemos acontecer. Devagar e cautelosos fingimos construir a perfeição, tão imaturos somos. Há[…]

Continue a ler …

Eu lamento

Por tudo que não tenhamos culpa, culpamos! Por mais sombria que seja a verdade que nos motiva, por mais silenciosa que seja toda essa nossa procrastinação, lamentamos. Lamentamos pela chuva que cai e não temos[…]

Continue a ler …

Minha biografia da escrita

  Um desajeito de primeiras palavras chanfradas e uma ma colocação sentimental. Uma revolta envolta de toda minha pouca indagação. Explicações de ações “miraboladas” nas emboladas baladas da vida. Como um manual, eu ainda me[…]

Continue a ler …

Você não é nada de mais

A verdade é que a sua é só uma vida comum, não importa o quão importante você pense que é. Talvez você esteja feliz com isso, sabendo que há um script que pode seguir e,[…]

Continue a ler …

O melhor que podemos ser

  E você ai se achando a melhor pessoa do planeta. Eu acordo todo dia prometendo ser e fazer o melhor que puder. Sempre percebo em algum momento do mesmo dia, que não posso cumprir[…]

Continue a ler …

Por que tantas preocupações?

  Por que tantas? Nunca antes pensantes tão árduos dos motivos e fardos de tanta labuta, tanta luta, tanto suor. Sempre a espreita de um erro, vigiamos o sucesso como quem entende o preço exato[…]

Continue a ler …