Diálogo pessoal

Eu, seria eu interessante a mim mesmo para uma conversa demorada tipo as que temos quando a única coisa que temos é uma conversa? Talvez não para uma amizade, mas para um papo profundo sobre[…]

Continue a ler …

Quando todo dia era bom

Eram dias memoráveis, lembranças agradáveis de se viver, dias de bons motivos para tudo! Quando todo dia era bom, eu não tinha grandes coisas a serem feitas, decisões a serem eleitas, dependências de minhas conclusões.[…]

Continue a ler …

Você se acostuma

A tudo, a verdade é essa. Acostumamos a acordar assustados por estar sempre atrasados. Acostumamos a nos arrumar correndo por estarmos sempre sem tempo para engolir o pão que nem a manteiga teve jeito de[…]

Continue a ler …

Aonde a vida é bela?

Aonde? Se for para lembrar, que seja no fundo do cheiro do cabelo dela. Se for para regalia, que seja no abraço quente da segurança de um beijo que só ela dá. Se for para[…]

Continue a ler …

Coragem para falar de amor

Não é nada rasgado, enfeitado ou poetizado como os textos de Camões, não! Falo de pontadas no fundo do ego, de soldas que seguram as dores, de rumores que formam historias de sucesso. Falo de[…]

Continue a ler …

Varais de tecido fino

Nós, todos sem exceção, esticados frágeis como plumas e tecidos de seda branca. Todos! Vivos em dilemas, esquemas montados em apertos financeiros, proezas oficializadas em postagens de redes sociais. Viagens aos infinitos sonhos de morar[…]

Continue a ler …

Sentimentalistas

O que é a saudade? O que é a falta que faz? O que podem ser os vazios cheios de sozinhos nossos? Mínimos, pequenitos mostrando que somos indestrutivelmente frágeis ao saber que somos só nós.[…]

Continue a ler …

Vítimas

Hoje assim, alvos sempre salvos por bem pouco! Dias de pessoas gigantescamente pequenas, pouco amadas por si mesmo e muito pouco toleradas em qualquer momento só como elas mesmas. Pessoas passando pelos problemas mais incríveis[…]

Continue a ler …

Dica de um homem sem coração

É proibido gostar! Não goste de ninguém, principalmente se esse alguém não souber o que é gostar. Pode parecer um aviso recalcado, mas não é isso. Vivemos tempo de pessoas destruídas, pessoas embaladas em camadas[…]

Continue a ler …

Reinventando

Vivendo dias de total empenho, total dedicação a ação de ser total. Estudiosos assombrados pela necessidade de superar. Estudos elaborados para ir além, para deixarmos de sermos reféns. Nós, simples humanos determinados a sermos incríveis. Simples[…]

Continue a ler …

Bens de um conflito

Tão dramáticos com a ideia de afrontar. Tão medrosos com os conflitos. Tão errôneos ao julgar os diálogos contraditórios. Brigar te aborrece, afasta, irrita e te apaixona. Mau do humano que contrariado se entrega. Contrários[…]

Continue a ler …

O que ouvimos em silêncio?

Desertos, mares, florestas e vastos campos de culpa. Que sons ouvimos quando a ostentação e a auto promoção se cala? Que cacofonia ritmamos nas obrigações que não cumprimos? Quais medos guardamos e quais medos sentimos?[…]

Continue a ler …

Iludida

Era entre os tipos de flores, cravos para campo ou as clássicas rosas para o então matrimonialismo a ser realizado. Dia a pós dia, repassava incontestadamente a perfeição de uma união que deveria se tonar[…]

Continue a ler …

Precisada

Ainda sonolenta pelo peso das noites densas do meio da semana, abre os olhos grudados pelos pingos da fada da noite. Em primeiro, ajeitando a cama e o cabelo, prepara-se para o clique do dia.[…]

Continue a ler …

Insegura

Era o canto esquerdo do ônibus, o lado mais atingido pelo ar gélido do condicionador. Ela sentada, desfrutava do diferente vestido anormal ao cotidiano blazer costumeiro. Ouvia as conversas machista e sentia os balanço do[…]

Continue a ler …

Damas

Eram quatro e trinta e cinco de uma tarde de março. Sentada na cadeira do escritório de alguém, cutucava os cantos das unhas de fibra e relembrava as piscadas bregas do moreno no bar do[…]

Continue a ler …

Descaso

O que está acontecendo? Quando foi que começamos a ter o direito de tratar pessoas como lixo? Quem foi que nos ensinou que belos, ricos, intelectuais tem direito a ser humanos melhores? Ignorando limites, fingindo[…]

Continue a ler …

Não servimos para namorar

E então adentramos sem celular na mão, esperamos encontrar pessoas incríveis, com papos mirabolantes, com relações reais, e mesmo assim, voltamos para casa sozinhos. Somos invisíveis num mundo de status onde as pessoas não vão[…]

Continue a ler …

A rebelia

É, eles querem nos intimidar! Querem que sejamos legais, educados, cordiais. Querem certezas dos nossos progressos, riquezas. Querem ler nossos nomes em artigos de jornais. Querem que possamos divertir a eles. Querem nos ter como[…]

Continue a ler …