Atura ou surta

Incontáveis foram as vezes em que eu me solicitei abrandar. Por vários descontroles eu me controlei e depois descontrolei por frustração, terror, horror.

Os mais altos baixos que já passamos. Os mais demorados rápidos que atravessamos. Eu, você e todo mundo. Pulando de problemas a soluções, indo de tudo para o nada, ligado a uma infinita empreitada de sucesso, só temos escolhas.

Eu aprendi! Já depois de muito pouco tempo de adequações, eu aprendi. Das escolha que eu me afunilo, aceito e surto como todo bom excêntrico. Não machuco mais os punhos, eu apenas vou e volto entre os gritos que solto e o silêncio que crio.

Das escolhas que você tem, eu listo aturar e surtar como bom entendedor dos motivos banais das atitudes normais de qualquer ser humano.

Related Posts

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *