A maravilhosa forma brutal de viver e ser comum

Sempre é pesado, intenso, complicado e trabalhoso. O método sempre é horroroso ao preguiçoso!

Criados para fazer o impossível. Impulsionados pela pressão vergonhosa de não ter nascido sabendo. Para o mundo, só temos uma oportunidade de fazer o certo, errar nunca é opção, não saber não é a resposta certa.

São dias de acertos forçados por todas as pancadas pesadas das tentativas repetidas nos mais lúcidos motivos de acertar. Temos sempre que conseguir. Reclamando de não parecer o normal de quem tão novo tinha a brutal necessidade de ser capaz de tudo, treinamos.

Nunca um acerto e sempre o básico a ser feito, é tudo que temos. As vezes, o choro queto e apertado na sombra da próxima tentativa. Somos forjados a força. Nada pode ser impossível. Separados ou ilhados, afastados do objetivo, nunca podemos errar. É tudo obrigação de saber ou não.

Aprendendo a ser intocáveis, impenetráveis e sem medo da lógica inegável. Não faz mais parte do homem de hoje não saber. Assim para como somos treinados, nos tornamos apaixonados pelo que simplesmente não fomos testados. Para quem da vida não recebe nada de graça, achamos no fundo graça dessa eterna dificuldade toda.

Related Posts

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *