Minha biografia da escrita

 

Um desajeito de primeiras palavras chanfradas e uma ma colocação sentimental. Uma revolta envolta de toda minha pouca indagação. Explicações de ações “miraboladas” nas emboladas baladas da vida.

Como um manual, eu ainda me emociono quando leio os textos esquecidos nos unidos “temas relacionados”. De falar de momentos engraçados e chorados nas marcas riscadas na armadura. De olhar para dentro de tudo que cobre a atadura, eu escrevi e evolui a dor de colocar a cara a tapa.

Por tudo que possa ser incrível em “escrever”, eu melhorei e piorei. Na pretensão de ser melhor, eu esbarrei na pedra do originalismo. Meu cavalheirismo artístico sempre abre a porta do meu ego. Minha biográfica escrita é o momento meu de ser só eu escrito aqui.

Related Posts

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *