Não servimos para namorar

E então adentramos sem celular na mão, esperamos encontrar pessoas incríveis, com papos mirabolantes, com relações reais, e mesmo assim, voltamos para casa sozinhos. Somos invisíveis num mundo de status onde as pessoas não vão te querer por que você mora longe ou por que não gostam da sua cor de cabelo ou por que você não curte maconha, acontece tudo tão rápido que as pessoas estão com preguiça de fazer o mínimo de esforço para conhecer realmente alguém e tudo é medido em likes.

Somos fantasma pois eles estão ocupados demais para ver quem está ao redor enquanto procuram alguém no fundo do copo de vodka.

Não nos importamos mais. Somos “inamoráveis” porque não nos importamos mais. Não nos importamos com nenhum desses status. Não nos importamos em quanto tempo levaremos para conquistar a pessoa, se ela realmente vale a pena, não nos importamos se teremos que atravessar a cidade para vê-la quando tiver saudades e não nos importamos se formos presenteados com um ingresso pra ir ver o show dos “beatles” por que é importante para ela, mesmo detestando a banda.

Somos assim, e se antes era o que procurávamos em alguém, hoje em dia somos considerados “inamoráveis” por termos um pouco mais de amor próprio.

Related Posts

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *