Por que está tão complicado ter um relacionamento?

 

A primeira coisa que você deve saber é que não tem nada de errado com você. Se apegue a isso. Combinado?

Já faz um tempo que esta dando tudo errado, a culpa não é racional, a culpa sempre foi e sempre vai ser da nossa infinita maneira idiota de precisar do que não precisamos. Estamos fazendo isso com tudo na vida e não demorou a fazermos isso com as pessoas. Sempre podemos e queremos algo que julgamos momentaneamente melhor. Normal seria que isso não fodesse a vida de outro. Pronto, apresente o paradoxo.

Dês do primeiro “amor” até a briga de semana passada, estamos fodendo a cabeça das pessoas. Toda vez que entramos e saímos de um relacionamento, fica a carne viva da pior ferida que possamos ter, a ferida que achamos que criamos ou que sempre tivemos. Posso apostar que você já falou inúmeras vezes que progrediu com os relacionamentos merdas que teve e superou, superou porra nenhuma. Sempre existirá o próximo coitado (a) que vai cortar dois dobrados para provar que não vai fazer a mesma merda do anterior. Mulher então, nunca supera porra nenhuma. Verdade ácida, foda-se.

Não estamos conseguindo fazer dar certo por que tem muita oferta e é bom ter opções, vai me dizer que não? Homens querendo as mulheres mais objetos que encontrarem e mulheres querendo o sangue mais doce que puderam sugar, também vou ouvir dizer que não. Típico. Tá na cara e ainda temos hipócritas que me dizem que não. Você pode até fingir bem que não quer isso, mas sozinho com as escolhas a mão, quer mesmo me enganar?

Estamos enganando todo mundo, agindo como espertos aproveitando a vida adoidados. Ao sol, acalorados com desejos banhados e fingidos nas mais belas tretas e porcarias nojentas que os melhores anjos alados criam silenciosos, você não pretas. Isso não é culpa sua, lembre-se do inicio, a culpa mesmo é que não resistimos a uma boa promoção. Em um mundo de “objetos” a venda, a propaganda não é bem a alma do negócio.

Related Posts

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *