Por um triz

Em pequenas partes de instantes que mudam tudo. Em pequenas frases montadas em motivos ácidos de uma discussão. No domínio minoritário da razão. Nos resultados inesperados de maldades ou bondades repletas de interesse próprio. Por um pequeno deslise, destrato, por um triz.

Em sonhos não igualitários. Em verdades não divididas naturalmente. Em ser veemente, em tonar demente a paz que nos suborna a vida. Total é nossa falta finda de disciplina.

Talvez estabanados, talvez orgulhosos, talvez só idiotas mesmo. Por um triz perdemos amor, deixamos reinar o rancos, suportamos e findamos. Por um triz atuamos, por um triz fingimos, por um triz nos perdemos. Por tão pouco estragamos tudo, por tanto nos dedicamos a nos arrepender. Coitados de nós, coitados por essa nossa vida!

Related Posts

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *