Sentimentalistas

O que é a saudade? O que é a falta que faz? O que podem ser os vazios cheios de sozinhos nossos?

Mínimos, pequenitos mostrando que somos indestrutivelmente frágeis ao saber que somos só nós. Desmotivados invadidos de dúvidas para quando nossos objetivos não abraçam mais ninguém alem do ego. Precisados ilhados em finitos infinitos de um horizonte que criamos no que queremos. Sentimentais o suficiente para sermos amados e orgulhosos em demasia nessa nossa vazia fúria titânica.

E se eu sentimentalizar o suficiente? E se eu expor o fraco até que não reste nada para o crítico criticar? E se eu amar com toda a minha força e me entregar por todos os motivos que eu mesmo invente? E se não der certo e eu morrer de dor? Vivi menos?

Sentimentos que me fazem humanamente fortes me enfraquecem o medo de viver menos que eu mereça. Minha espeça tentativa sempre me poetiza a alma, meus sentimentos são tudo que eu sou. Sentir é o melhor do mundo!

Related Posts

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *