Sobre a mesa

 

Tenho uma mesa na entrada da casa, a toalha é branca e nela varias coisas necessariamente desnecessárias tomam todo o espaço.

Minha mesa é o teclado de atalho de tudo que me coordena. Estranho? Deixando a chave do carro eu me desligo de tudo que aconteceu no dia. Incompreensivo como isso acontece tão nitidamente comigo. Há biscoito e contas, coisas que eu só me preocupo quando ponho a mão, assim como acessar o meu e-mail de obrigações só minhas.

As vezes eu não sei como me desligo e ligo de tudo outra vez. Não compreendo como crio os meus vários universos. Adversos, só meus problemas me tocam.

Estranho conseguir ver que aprendi com uma mesa, e toda a minha paranoia, a controlar o momento certo de me desligar da vida. Vejo tantas pessoas misturadas em seu dia a dia, pessoas emboladas nos problemas que muitas vezes nem são delas. Paranoias também!

A vida tem que ser uma casa que se visita, nada é seu e você não tem que se preocupar em ser bem recebido. Todos nós precisamos sentir o momento certo de soltar os problemas embolados na rotina. Se você ainda não encontrou os botões que desligam o trabalho, rotina, deveres ou preocupações, você não está entendendo a maneira mais básica para ser livre!

Related Posts

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *