Um eterno soldado

Es que no campo apenas sobra ainda o único que sobre o manto da sorte ou do acaso esteve. Ainda sobra o único que busca ou buscou um ângulo diferente para apontar o fim. Um eterno guerreiro que luta sem fim contra ele mesmo.

Todos atuando hermeneuticamente para explicar o que nos assola, nos devora, nos desfaz. Guerreiros sanguinolentos e sujos, comuns que erram e mentem, e sentem que são os piores. Em tempos que guerras frias contra o ego, em tempos de espiões éticos, em tempos de redes lotadas de pessoas querendo parecer ser tudo que invejam. Só soldados, guerreiros lutando diariamente contra si. Penosos, sofridos, vazios.

Soldados que levam a batalha no peito, soldados que só se fogem para dentro e fora de si. Soldados armados de vontades que o motivo da guerra não explica. Eternos, comuns, medrosos, solitários entre todos.

Related Posts

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *