Até que provem o contrário

Até lá, tudo que você quer é o meu mal, esse é o achismo atual.

Como eu imaginaria que o futuro me levaria a viver para provar que não sou mal caráter. Minhas escolhas incomuns aos comuns são só motivos. Ao mundo os meus motivos são só os piores.

Aonde estamos indo? Crianças mimadas, prodígios que não sabem lidar com as próprias confusões sentimentais. Pessoas, adultos aderidos as increíveis evoluções tecnológicas, antes não habituados, mas agora tatuados pelo julgamento fotográfico, estatísticos e patético por achar que se não estiver postado online, você é uma total farsa que só disfarça ter uma vida de verdade. É, tire foto de tudo que você fizer se quiser ser alguém que preste, se não houver lugar para postar, coloque em quadros, revistas, impressos. O mundo só acredita vendo!

Existo numa regra simples, quando tiver que provar tudo que sou, torno tudo que exigem, tudo que me devem para terem o meu respeito. A despeito, eu só sou o que me provam.

Related Posts

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *